Janeiro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário


Recursos Minerais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Recursos Minerais

Mensagem  Admin em Sab Fev 27, 2010 8:50 pm

Os recursos minerais podem ser definidos como substâncias de ocorrências natural que podem ser extraídas da Terra e têm utilidade como combustíveis e matérias-primas.

Ferro

A extração de minério de ferro é uma indústria presente na maior parte dos países. Os dez maiores produtores mundiais (dados de 2006-Unctad) são a China, Austrália, Brasil, Índia, Rússia, Ucrânia, Estados Unidos, África do Sul, Canadá e Suécia.

O consumo mundial de minério de ferro cresce cerca de 10% ao ano e os maiores consumidores são a China, Japão, Coreia, Estados Unidos e a União Europeia. [justify]



Oferta e Demanda de Ferro


As reservas brasileiras estão assim distribuídas: Minas Gerais (70,0%), Pará (7,3%), Mato Grosso do Sul (21,5%) e outros estados (1,2%).
Apesar de grande podutor de ferro, o Brasil é o nono maior produtor mundial de aço, com um volume que, em 2005, atingiu 31,6 milhões de toneladas, equivalente a cerca de 2,5% da produção mundial. Os países que mais compram aço do Brasil são: EUA(38%), Taiwan (5,7%) e Coréia (5,6%). Os nossos principais concorrentes são China, Russia e Espanha.

Manganês

É o terceiro metal mais abundante na crosta terrestre, atrás do alumínio e ferro e encontra-se amplamente distribuído. É parecido com o ferro, entretanto é mais duro e muito quebradiço. Pode ser magnético mediante tratamento especial.
Os países com as maiores jazidas de minerais de manganês são: a África do Sul , a Ucrânia , a China e o Brasil, que encontra - se recentemente em segundo lugar na produção mundial de manganês.
O manganês como elemento de liga do aço (melhora propriedades de forjamento, resistência, rigidez e resistência ao desgaste). Também para alguns aços inoxidáveis de baixo custo (produção de aços representa 85 a 90% da demanda total de manganês). Além disso, o manganês tem propriedades desoxidantes evitando a formação de bolhas.
As maiores reservas nacionais estão localizadas no Pará, no Mato Grosso e em Minas Gerais.



NIÓBIO

O nióbio temqQuantidades apreciáveis utilizados em superligas para fabricação de componentes de motores de jatos , subconjuntos de foguetes, ou seja, equipamentos que necessitem altas resistências a combustão. Pesquisas avançadas com este metal foram utilizados no programa Gemini. É utilizado ainda em indústrias nucleares devido a sua baixa captura de neutrons termais.
As reservas brasileiras de pirocloro (Nb2O5), estão localizadas nos Estados de Minas Gerais (96,3%); no Amazonas (2,7%) e em Goiás (1,0%).

Reserva e Produção Mundial
DISCRIMINAÇÃO RESERVAS (2) (103t) PRODUÇÃO (1) (t)
Países 2003 (r) (%) 2002® 2003 (p) (%)
Brasil 4.552 97,5 39.520 37.707 91,0
Canadá* 87 1,9 3.410 3.400 8,2
Congo (Kinshasa) * - - 50 50 0,1
Austrália* 29 0,6 290 250 0,6
Nigéria - - 30 30 0,1
Outros países - -
TOTAL 4.668 100,0 43.300 41.580 100,0

Cobre

A aplicação por excelência do cobre (Cu) é como material condutor (fios e cabos), destino de aproximadamente 45% do consumo anual de cobre.
PRODUÇÃO MUNDIAL DE COBRE DE MINA
Cifras em milhares de toneladas de cobre, ano 2006
País milhares ton/ano %
Chile 5.360,8 35,6
Estados Unidos 1.221,8 8,1
Perú 1.049,1 7,0
China 889,0 5,9
Austrália 858,8 5,7

Considerado, em 2007, como o 16º maior produtor de minério de cobre, o Brasil atingiu, no ano passado, 148 mil t, o que significou um crescimento de 12% em relação a 2005. Os estados do Pará, Bahia, Goiás e Rondônia são os principais produtores nacionais de cobre. Espera-se que em 2010 consiga-se alcançar a autosuficiência na produção de cobre nacional.

Níquel

Segundo estudos do Centro de Pesquisas do Governo da China, a demanda do país por níquel deve aumentar 62% até 2010. A Rússia é a maior produtora mundial de níquel, com 21% do volume total, seguido por Canadá, com 15%, Austrália, com 12%, e Indonésia, com 9%. Em produção, o Brasil é o sétimo maior, com 82.492 t de níquel em 2006, o que significou um crescimento de 11% em relação a 2005.
A perspectiva para o níquel no País, de acordo com dados do Ibram (Instituto Brasileiro de Mineração) é de que os investimentos em novos projetos alcancem, entre 2007 e 2011, a casa dos US$ 7,7 bilhões. Atualmente, as reservas medidas e indicadas de níquel no Brasil, segundo o instituto, alcançam 8 milhões t, ficando em oitavo lugar entre as maiores reservas mundiais, com 5,9% do total, que é de 140 milhões t. A Austrália possui a maior reserva do metal com 19% do total.
No Brasil as principais reservas localizam-se nos Estados de Goiás (74,0%), Pará (16,7%), Minas Gerais ( 5,1%) e Piauí (4,2%).

Estanho



No Brasil os Estados do Amazonas e Rondônia que respondem por 70% e 20% da reserva nacional, respectivamente.

Chumbo

O mais amplo uso do chumbo é na fabricação de acumuladores. Outras aplicações importantes são na fabricação de forros para cabos, elemento de construção civil, pigmentos, soldas suaves e munições.
A produção mundial de chumbo concentra-se nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, Peru e México. Algumas jazidas do norte e sudoeste da África aumentaram muito a produção no final do século XX. Quase todo o chumbo produzido é consumido pelos Estados Unidos e Europa. Tomando como base de cálculo a tonelagem de metal refinado, o chumbo ocupa o quinto lugar dentre os metais depois do ferro, alumínio, cobre e zinco.
Os minérios de chumbo brasileiros, principalmente a galena, apresentam alto teor de prata (cerca de 2,5kg para uma tonelada de chumbo refinado). A Companhia Mineira de Metais é a única empresa de mineração, que responde pela produção nacional de minério de chumbo, no Município de Paracatu (MG).
A produção secundária de chumbo no país é superior a produção primaria, em torno de 4 a 5 vezes, e é originada da recuperação das baterias de automóveis. Esta reciclagem contribui com a redução das importações e coopera com o meio ambiente.

Zinco

O zinco é um metal de cor branco-azulada, encontrado principalmente sob a forma de sulfetos, associado a chumbo, cobre, prata e ferro. Por sua propriedade anticorrosiva, possui larga aplicação na construção civil, indústria automobilística e de eletrodomésticos. Entre os metais não-ferrosos, seu consumo mundial só é superado pelo alumínio e o cobre.
A Companhia Mineira de Metais-CMM (Grupo Votorantim) é a única produtora de minério de zinco no Brasil



Ouro

Às voltas com problemas de fornecimento de energia elétrica, especialmente no primeiro trimestre do ano, a África do Sul fechou 2008 com sua menor produção de ouro desde 1923, o que fez ainda com que o país, que havia perdido a liderança mundial na produção do metal para China um ano antes, perdesse a segunda colocação para os EUA. No total, foram extraídos 220,1 quilos de ouro, ou 7,08 milhões de onças – uma queda de 13,6% em relação ao ano anterior.



A produção de ouro no Brasil concentrou-se nos últimos 20 anos principalmente em cinco regiões: Quadrilátero Ferrífero, Carajás, Itapicuru e Jacobina na Bahia e Crixus em Goiás.



Diamante

A produção de diamantes é liderada pelo Botswana, seguindo-se a Rússia, Canadá, África do Sul e Angola.
As minas de diamantes brasileiras são em aluvião, ou seja, a exploração é feita em regiões de cascalho próximo aos rios e oceanos. A partir de 2008 uma área (quimberlito - típicas de chaminés de antigos vulcões extintos) com diamantes descoberta na década de 1990 pela mineradora De Beers, passaria a ser explorada pela Vaaldiam Resources, mineradora canadense com operações no Brasil. A empresa está investindo US$ 3,5 milhões este ano para a realização da última fase de estudos em Braúna, localizada 350 quilômetros a noroeste de Salvador. O eventual início de produção em Braúna, ou em outra mina de quimberlito, poderia elevar a produção brasileira a um outro patamar, uma vez que um quimberlito considerado pequeno produz cerca de 300 mil quilates de diamantes por ano.





Rochas Ornamentais


Os mármores representam, na atualidade, cerca de 45% da produção mundial, com 40% atribuídos aos granitos, 5% aos quartzitos e similares, e 5% às ardósias. A participação dos granitos elevou-se de um patamar de 15% no princípio da década de 50, para 22%, na de 70, 38% em meados da década de 80, até os atuais 40%, incrementando a demanda global sem restringir a utilização dos mármores.
O setor envolve a comercialização de materiais brutos e produtos acabados ou semi-acabados. Hoje, cerca de 70 % da produção mundial é transformada em chapas e ladrilhos para revestimentos, 15 % desdobradas em peças para arte funerária, 10 % para obras estruturais e 5 % para outros campos de aplicação.
No cenário mundial de rochas ornamentais os países atuantes no mercado integram três grupos que exercem papéis característicos: aqueles predominantemente produtores sobretudo de material bruto (no qual inclui-se o Brasil), aqueles predominantemente consumidores com grande potencial em importar produtos acabados e aqueles produtores/consumidores com tradição formal no setor de rochas ornamentais e historicamente exportadores de produtos, em geral, beneficiados.
Destaca-se, no panorama mundial, o papel de liderança exercido pela Itália. O país coloca-se entre os maiores produtores, como maior importadora de material bruto, maior consumidora per capita e maior exportadora de rochas e tecnologias.
Dentre os países predominantemente produtores, em especial de rochas silicáticas brutas, destacam-se a Índia (18,2%), a África do Sul (11,7%), China (10,4%) e Brasil (9,9%).
Dentre os países predominantemente consumidores, os Estados Unidos (16,9%) e o Japão (15,7%) destacam-se como os maiores importadores de produtos acabados, porém quanto à importação de rochas brutas, a Itália desponta como o maior importador mundial de rochas silicatadas em bruto.

curiosidade: os mármores mais categorizados são os de massa fina, tanto brancos quanto desenhados coloridos, muito apreciados para arte estatuária e outras peças isoladas de acabamento e mobiliário. Entre os granitos, verifica-se, atualmente, melhor aceitação para os amarelos movimentados (tipo Juparaná), brancos (tipo Bianco Cardinalle, Cotton, Cashmere) e movimentados multicores (tipo Sul de Minas e Bahia), além, é claro, dos azuis (Azul Bahia e Azul Macaúbas). Preço comparativo: Mármore Travertino Romano R$239,00 m²; Granito Branco Ceará R$ 220,00 m²; Granito Azul Bahia R$ 700,00m².









Carvão Mineral

No planeta, os maiores produtores de carvão mineral em 2006 eram: China 44,7%, Estados Unidos 19,1%, Índia 8%, Austrália 6%, África do Sul 4,8% e Rússia 4,4%.
O quadro abaixo mostra como ocorre a evolução da composição elementar, desde vegetais até o termo mais evoluído do carvão mineral que é o antracito, quase carbono puro:
O quadro abaixo mostra como ocorre a evolução da composição elementar, desde vegetais até o termo mais evoluído do carvão mineral que é o antracito, quase carbono puro:
Tipo % O2 % H2 % C
Celulose 49.4 6.2 44.4
Turfa 40.0 6.0 54 a 60
Linhito 25.0 5.0 65 a 75
Hulha 15.0 4.5 75 a 85

O estado do Rio Grande do Sul atualmente é o maior produtor do país, com 52% da produção, ficando Santa Catarina com 47% e o Paraná com 1%. Em termos de faturamento, porém, o carvão catarinense, com um poder calorífico superior, garante a Santa Catarina uma participação de 69%, contra 29% do Rio Grande do Sul e 2% do Paraná.
O consumo de carvão no Brasil teve nos últimos três anos um pequeno mas regular aumento, atingindo 16,890 X 106 t em 2001, e 17,538 X 106 t em 2002 e 17,643 X 106 t em 2003. Como o consumo para termeletricidade decaiu, esse aumento é sustentado pelo parque siderúrgico, o que provocou uma ligeira alteração na distribuição de uso: 68,8% correspondente ao carvão metalúrgico importado destinado à siderurgia em 2003, para 64,7% em 2001; 28,9% referindo-se ao carvão energético para geração de eletricidade em 2003, para 33,0% em 2001; e 2,3% para uso energético industrial (1,3% na indústria de celulose e 1% na indústria petroquímica) em ambos os períodos.

Petróleo

O petróleo corresponde na atualidade á principal matriz energética do mundo. No caso do Brasil responde por mais de 40% da matriz energética nacional.
Brasil



Mundo



As 10 maiores reservas (em bilhões de barris) de petróleo do mundo são: 1º. Rússia - 379,1; 2º. Irã - 314,3; 3º. Arábia Saudita - 308,7; 4º. Qatar - 174,6; 5º. Emirados Árabes - 135,6; 6º. Iraque - 134,9; 7º. Kuwait - 112,7; 8º. Venezuela - 107,1; 9º. Brasil - 94,4; 10º. Nigéria - 69,0.
Os 10 maiores exportadores: 1 Arábia Saudita (OPEP) 8651 mil barris/dia; 2 Rússia 6565; 3 Noruega 2.542; 4 Irã (OPEP) 2.519; 5 Emirados Árabes Unidos (OPEP) 2.515; 6 Venezuela (OPEP) 2203; 7 Kuwait (OPEP) 2.150; 8 Nigéria (OPEP) 2.146; 9 Argélia (OPEP) 1847;
10 México 1676.






Acessem a página: http://www.indexmundi.com/map/?v=88&l=pt

Gás Natural

O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves encontrada no subsolo, na qual o metano tem uma participação superior a 70 % em volume. A composição do gás natural pode variar bastante dependendo de fatores relativos ao campo em que o gás é produzido, processo de produção, condicionamento, processamento, e transporte.
O gás natural é encontrado no subsolo, por acumulações em rochas porosas, isoladas do exterior por rochas impermeáveis, associadas ou não a depósitos petrolíferos. É o resultado da degradação da matéria orgânica de forma anaeróbica oriunda de quantidades extraordinárias de microorganismos que, em eras pré-históricas, se acumulavam nas águas litorâneas dos mares da época. Essa matéria orgânica foi soterrada a grandes profundidades e, por isto, sua degradação se deu fora do contato com o ar, a grandes temperaturas e sob fortes pressões.




fonte: Revista Brasil Energia

Resumão:

As reservas brasileiras: No atual estágio de conhecimento do subsolo brasileiro, podemos resumir assim as nossas reservas

· Reservas abundantes: ferro, manganês, cassiterita,níquel, bauxita, cristal de rocha, zircônio, berilo, magnesita, calcário, sal-gema e tório.

· Reservas suficientes: ouro cobre, zinco, potássio, fluorita e xisto.

· Reservas deficientes: chumbo, prata, platina, antimônio, cromo, tungstênio, enxofre, petróleo, carvão e gás natural.


Última edição por Admin em Seg Mar 01, 2010 8:06 am, editado 1 vez(es)

Admin
Admin

Mensagens : 80
Data de inscrição : 08/02/2010

http://www.sind-geoblog.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recursos Minerais

Mensagem  Convidad em Dom Fev 28, 2010 12:25 am

Sor, o senhor não vai postar nada sobre relevo, estruturas geológicas...?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Exercícios

Mensagem  Convidad em Dom Fev 28, 2010 5:50 pm

Onde encontro exercícios de vestibulares decentes (UFRGS) sobre esse assunto??

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Solicitaçao

Mensagem  Admin em Dom Fev 28, 2010 6:31 pm

Schultz você vai ter que garimpar, mas aí vai um link do uol vestibulares que tem provas de diversas universidades do país.

http://vestibular.uol.com.br/provas/

Admin
Admin

Mensagens : 80
Data de inscrição : 08/02/2010

http://www.sind-geoblog.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recursos Minerais

Mensagem  Convidad em Ter Mar 09, 2010 8:25 pm

porque esses mapas estão em outra língua?? assim não adianta..

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Mapas em Francês

Mensagem  Profª Helena em Qua Mar 10, 2010 8:00 am

Lisandra, estão em francês por não tê-los encontrado em português. Mas é bem transparente, você vai conseguir entender.

Profª Helena

Mensagens : 7
Data de inscrição : 15/02/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

AE 4

Mensagem  Convidad em Sab Nov 13, 2010 11:16 am

Sor, na FOA da AE4 tem escrito recursos energéticos - fórum, é essa a postagem ou tem outra só com os recursos energéticos? Por favor respoonde! Obrigada.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Recursos Minerais

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:54 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum